quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Humanidade em Guerra

Fotografias que revelam a história dos conflitos armados e suas conseqüências humanitárias. Esta é a proposta da exposição de fotos ‘A Humanidade em Guerra’, que pode ser vista até 3 de setembro, no Museu Nacional do Conjunto Cultural da República. A entrada é franca e os visitantes podem conferir a mostra de terça a domingo, de terça-feira, das 9h às 18h30. A mostra conta com um programa educativo para estudantes do ensino médio.

A exposição é realizada em parceria pelo Movimento Internacional da Cruz Vermelha e Crescente Vermelho (CICV) e a Secretaria de Cultura. Apresentadas em mais de 50 países, as fotografias trazem ao público imagens históricas, muitas delas emblemáticas, da brutalidade do conflito armado.

Além de fotos de James Nachtwey, Chris Morris, Ron Haviv e Franco Pagetti, respeitados fotógrafos de guerra da VII Agency. Eles viajaram oito países em guerra onde atua o CICV: Afeganistão, Colômbia, República, Democrática do Congo (RDC), Georgia, Haiti, Libano, Liberia e Filipinas.

‘A Humanidade em Guerra’ é parte da campanha mundial ‘Nosso Mundo. Sua ação’, organizada pelo CICV para comemorar os 60 anos da assinatura das Convenções de Genebra, firmadas por 194 Estados, consideradas a espinha dorsal do Direito Internacional Humanitário, que determina os limites aos meios e métodos de guerra.

PROGRAME-SE: ‘Exposição fotográfica A Humanidade em Guerra’, até 3 de setembro, no Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, localizado no Setor Cultural Sul, Lote 2. O horário de visitação é de terça a domingo, das 9h às 18h30. Informações: 3325-5220. Entrada franca.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

II Encontro de Canto e Dança do Bonito-GO
Dias 4,5 e 6 de setembro de 2009


Sábado dia 04, a festa está garantida pela dupla Keuton e Karen, irão animar a festa com a música sertaneja de raiz, interpretando músicas de sua autoria (Genuinamente Caipira).

Programação
Sexta-feira, dia 4 de setembro
14h-Oficina de dança e brincadeira populares
19h-Sessão de cinema
20h- Abertura oficial: Levante do mastro e recadeiras
21-Moda de Viola e sanfona
22- Forró
Sábado, dia 5 de setembro
8h- Torneio de futebol
14- Oficina de viola, dança e brincadeiras populares
16- Corridas de cavalo argolinha e lenço
20h- Moda de viola e sanfona
22h- Forró
Domingo. Dia 6 de setembro
8h-Missa sertaneja celebrada pelo Peão /Coral
10h- Catira, curraleira, lundu e outras atrações
18h- Encerramento
Violeiro e sanfoneiros
Catira, curraleira e outras danças
Forró
Cinema
Esporte e brincadeiras
Artes e artesanatos
Salgados, porções e bebidas
Leilões e prendas
Como chegar

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Mostra Cultural Bagagem
Apresenta
GRUPO DE TEATRO CELEIRO DAS ANTAS

com
“QUERO SER IGUAL A ELES”
Após ser abandonado por todos do circo, o palhaço Zambelê que trabalha como contra regra e assistente de picadeiro, faz o possível e o impossível para se mostrar competente e manter o espetáculo da companhia, apesar de tanto esforço o máximo que consegue é imitar os artistas que ele tanto admira. No fundo, bem no fundo o que ele deseja mesmo é apenas ser amado pelas pessoas da platéia.



FICHA TÉCNICA
CRIAÇÃO, DIREÇÃO, ATUAÇÃO: JOSÉ REGINO
LUZ E SOM: PEDRO GABRIEL

Entrada Franca.
Dia: 22/09/2009
Horas: 18:00 horas.

Classificação: Livre
Local : Espaço Cultural Bagagem. Quadra 40 Setor Central-Gama
ESPAÇO CULTURAL BAGAGEM
Quadra 40 Setor Central-Gama
MAIORES INFORMAÇÕES: 3556-6605
agenda.bagagem@hotmail.com
Conheça o ESPAÇO CULTURAL BAGAGEM!
"As Cores dos Olhos D’Água”

O espaço Olhos D’art abriu suas portas para a exposição “As Cores dos Olhos D’Água” resultado da primeira oficina de pintura promovida pelo Sitecurupira com o apoio da Secretaria de Cultura e Turismo e da Prefeitura municipal de Alexânia- GO ministrada pelo artista plástico goiano radicado em Brasília, Carlos Borges que ministrou a oficina, o resultado foi uma bela mostra do potencial artístico já demonstrado pelos participantes através do artesanato que é sua forma de expressão cotidiana, a partir de material primário pigmento em pó cola e um único pincel sobre a superfície do papel expressarão genuinamente sua alma e todas as referencias culturais do povo do interior goiano.

Surgiram belos trabalhos que podem ser conferidos aqui!
Clique aqui para ver todos os trabalhos!


Tive a grata satisfação de ministrar a primeira oficina de pintura em um lugar muito especial... Quando revejo as belas imagens daqueles rostos dos Olhos D'Água e me deparo com as memórias daqueles momentos tão singelos e simultaneamente intensos, só tenho a dizer que a verdadeira arte nasce das mãos de quem honestamente a ela se entrega.
Obrigado Olhos D´'Água!!!!
CARLOS BORGES

Artistas
Sonia Inácia dos Santos - Maria de Araujo Leite - Aldineia Vieira da Costa - Jorzina Gomes Morais - Aline Ferreira Oliveira - Deliane Maria Alves Silva - Bazilia Estevam Viana - Maria Abadia C. de Morais - Maria Gomes dos Santos - Rosa Daiane de Morais V. Alves - Cleuza Polezer - Maria Fernandes - Solange Avelino O. Polezer - Tânia Chaves - Maria da Soledade - Maria das Dores Sousa - Abadia de Araujo Leite - Irani da Costa Freire - Rute Estevam Viana - Ângela Cândida Madrilis - Aparecida Gomes de Morais - Silvana Schirmer - Kanãa Tupinambá Monteiro - Monayara Tupinamba
Surgiram belos trabalhos que podem ser conferidos aqui!
Clique aqui para ver todos os trabalhos!

Veja como foi a oficina!...
Aniversário da Palmares: Januário Garcia Exposição Fotográfica

A Fundação Cultural Palmares apresenta, a partir das 10 da manhã desta segunda-feira, a exposição "Negrice Cristal", do fotógrafo Januário Garcia.

Januário Garcia passou os últimos 30 anos documentando a vida dos afro-descendentes brasileiros, focalizando os diversos aspectos da luta diária do negro, seja no campo político, social, cultural e econômico. Em seu trabalho, apresenta e realça o "negro jeito de ser", presente nos africanos e em seus descendentes. "Procuro mostrar que nós, negros, temos maneiras de representar, simbolicamente e de forma original, os usos e costumes, valores materiais e imateriais, sem passar pelas desqualificações impostas pelo conceito do exótico e do primitivo, mesmo vivendo dentro dos padrões ideológicos e culturais ocidentais", explica.

Em sua trajetória, Januário criou um imenso acervo fotográfico que narra a história contemporânea dos negros brasileiros. Seguindo esse objetivo, Negrice Cristal revela um pouco da resistência negra ao redor do mundo durante os séculos. De acordo com o próprio artista, na história da humanidade, o negro foi a etnia que mais resistiu a todas as formas de opressão. Já o cristal é um dos elementos da natureza mais puros e resistentes. Portanto, o que se pretende com Negrice Cristal é revelar, por intermédio da exposição, a resistência e a beleza do negro no decorrer da história. As imagens são compostas por negros brasileiros, africanos, sul-americanos e até negros israelenses.

Veja algumas das obras que estarão expostas na sede da Fundação:





Tambor de Crioula e Grupo Gualajo animam hoje o aniversário da Palmares
Músicos do Maranhão e da Colômbia encontram-se para celebrar a FCP Hoje, quarta-feira, 19/08, a partir das 18h, a apresentação de Tambor de Crioula, grupo vindo do Estado do Maranhão, e do Gualajo, da Colômbia, abrilhantam a festa dos 21 anos da Fundação Cultural Palmares.

Manifestação cultural de raiz africana, o Tambor de Crioula é uma das mais fortes expressões culturais afro no Brasil. Praticada principalmente no Maranhão desde a época da escravidão, a manifestação foi inscrita pelo IPHAN como patrimônio imaterial da cultura brasileira, em novembro de 2007. Salvaguardar o Tambor de Crioula faz parte do projeto do governo federal de reconhecimento das formas de expressão que compõem o amplo e diversificado legado das tradições culturais de matriz africana no país.

Considerada uma das mais belas expressões culturais da dança dos descendentes de escravos, o Tambor de Crioula envolve dança circular, canto e percussão de três tambores e tem como seu santo padroeiro São Benedito - protetor dos negros.

Os tocadores e cantadores são conduzidos pelo ritmo dos tambores e das toadas, acompanhados da punga (ou umbigada): movimento coreográfico no qual as dançarinas, num gesto entendido como saudação e convite, tocam o ventre umas das outras. Cada cântico se inicia com um solista que canta toadas de improviso ou conhecidas, repetidas ou respondidas pelo coro, composto por homens que se substituem nos toques e por mulheres dançantes. Os cânticos possuem temas líricos relacionados ao trabalho, devoção, apresentação, desafio, recordações amorosas e outros. Para saber mais, só vindo até a sede da Fundação Cultural Palmares e assistir de perto a tradição do Tambor de Crioula.

O Grupo Gualajo traz da Colômbia ritmos da marimba. A marimba é um instrumento musical criado há séculos por tribos africanas e é fonte de inspiração de instrumentos de teclado, como o piano, o acordeon e o vibrafone.

O maestro José Antônio Torres Gualajo dedica-se à marimba há mais de 50 anos, estudando os mais variados ritmos que o instrumento pode ecoar. Conta a lenda, que ao nascer, a parteira de José Gualajo colocou-o em cima de uma marimba para cortar o cordão umbilical. Assim, ao ouvir a ressonância do instrumento logo ao nascer, somado à herança musical que seus pais lhe proporcionaram, Gualajo predestinou-se a ser um guardião da preservação de Marimba e de todos os ritmos que ela pode ressoar, como: currulos, aguabajos; jugas; andareles. Além de tocar, o maestro tornou-se um mestre no ofício de construir cada um dos componentes que constituem a marimba.

A iniciativa de trazer o grupo colombiano ao Brasil foi do Programa Regional de Apoio às Populações Rurais de Ascendência Africana da América Latina - ACUA.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

VivaViOla
60 cordas em movimento

Vem aí mais um VivaViOla! Espetáculo musical com os Violeiros
Bilora, Chico Lobo, Gustavo Guimarães, Joaci Ornelas, Wilson Dias e Pereira da Viola.

Depois de lotar o Teatro Alterosa, durante três dias em 2008, o VivaViOla lança Cd e se apresenta, agora, no Grande Teatro do Palácio das Artes dia 19 de agosto. Esta é, sem dúvida, uma boa opção para quem aprecia a música de viola de raiz.

Lançado ano passado, o Projeto VivaViOla, 60 cordas em movimento, reúne seis importantes nomes da música regional mineira. O repertório privilegia o trabalho autoral dos artistas, e destaca a parceria de alguns deles com o jornalista e poeta João Evangelista Rodrigues. Dinâmico e rico o repertório integra a moda de viola, as folias e os catiras, com ares de renovação criativa.

Quanto ao formato, o espetáculo prevê que os seis músicos estejam no palco o tempo inteiro, apresentando-se ora em solo ora em duo. Há momentos, sobretudo na abertura e no encerramento do espetáculo em que os seis fazem um verdadeiro mutirão de vozes e instrumentos o que aumenta ainda mais a força e a beleza do espetáculo.

Os ingressos já estão à venda na bilheteria do teatro de segunda-feira a sábado, de 10h ás 21h00. Aos domingos e feriados, de 14h00 as 21h00.

Serviço:
Evento: VivaViOla - 60 cordas em movimento
Local: Grande Teatro Palácio das Artes
Data: 19 de agosto
Horário: quarta-feira às 21h
Ingressos:
Plateia I - R$40,00 (inteira), R$20,00 (meia-entrada*); Platéia II - R$30,00 (inteira), R$15,00 (meia-entrada*);
Plateia Superior - R$20,00 (inteira), R$10,00 (meia-entrada*)
Informações: (31) 3236-7400

Veja e ouça mais!...

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

“As Cores dos Olhos D’Água”

A primeira oficina de pintura promovida pelo Sitecurupira com o apoio da Secretaria de Cultura e Turismo e da Prefeitura municipal de Alexânia- GO foi realizada com a participação dos moradores de Olhos D’Água. Reuniram-se neste final de semana, 21 pessoas que na sua maioria não tinham tido contato com esta linguagem de expressão. Foi um prato feito para o artista plástico goiano radicado em Brasília, Carlos Borges que ministrou a oficina, partindo do principio que se tratava de pessoas que vivem em uma pequena comunidade do interior goiano tendo no artesanato sua atividade primordial, ou seja, uma ligação mais intima com a expressão artística. Carlos adotou o papel como suporte, pigmentos nas cores primários e estímulos criativos para dar inicio ao processo. Conduziu os alunos a fazer suas próprias tintas e criar uma palheta de cores individual personalizada, o que tornou o processo mágico e super interativo, pois a troca de experiência foi surgindo naturalmente à medida em que todos foram rompendo com suas barreiras e aceitando o desafio de conquistar o espaço branco do papel.
Um ambiente criativo e alegre tomou conta do espaço progredindo com os resultados que saltavam dos papeis. Uma pilha de trabalhos ia surgindo onde todos os caminhos da arte foram sendo naturalmente percorridos. Podia-se até perceber um pouco das referencias dos mestres da pintura. Surgiram imagens maravilhosas, facilmente identificados com referências da história da arte ocidental, sem que nenhuma destas pessoas conhecessem Picasso, Van Gogh, Tarsila do Amaral, Etc.Todos os participantes manifestaram intimidade e desenvoltura como se pintar fosse coisa de seu cotidiano.
Bom! O resultado será uma pequena exposição, mas de grande importância no que diz respeito à valorização e reforço do grande potencial artístico ali revelado. Fica o convite, para no próximo Sábado dia 15/08/2009 no espaço Olhos D’art na praça de Olhos D’Água a partir das 19 horas...venha você vai se surpreender!!!
Segue uma pequena mostra de como foi a oficina “As Cores dos Olhos D’Água “ministrada pelo artista plástico Carlos Borges. Aproveitamos para deixar registrado nosso muitíssimo obrigado aos participantes e colaboradores e em especial a Ângela Madrilis e Maria Abadia.

























Proxima semana será publica a esposição completa dos trabalhos realizados.
Deixe seu comentário

domingo, 9 de agosto de 2009

São João do Cerrado 2009
Na foto: cantor Dominguinhos durante Show em 2008

Quem curte arrasta-pé de verdade pode se preparar. Vai começar a terceira edição do ‘Maior São João do Cerrado’, de 5 a 9 de agosto, no Ceilambódromo, localizado na QNN 27, em Ceilândia. O evento vai ocupar um espaço de mais de 40 mil metros quadrados e a cidade já está em clima de arraiá.

Após o sucesso das duas primeiras edições, o projeto já faz parte do calendário oficial de eventos oficiais do DF e tem uma programação diferente e inovadora. Consagrado pelo povo e pela mídia local, o maior evento de São João fora de época do Brasil destacou a cidade satélite de Ceilândia como "A Capital do Forró", comparada com as mais tradicionais festas populares do País, como a de Caruaru (PE) e de Campina Grande (PB).

A festa tem entrada franca e haverá apresentação de música, dança, culinária e o folclore característicos das grandes festas juninas do Nordeste. Pelo terceiro ano, a festa será realizada no mês de agosto e surge como opção turística.

A expectativa é de que nos cinco dias de evento, mais de 400.000 (quatrocentas mil pessoas) circulem pelo local. O público poderá conferir uma estrutura com palco, arquibancadas, camarotes, praça de alimentação, arena para apresentações, três Ilhas de forró, área cenográfica com vila, sitio do seu João, museu do mestre Vitalino, coreto José da Costa Leite, Parque de diversões, praça dos mamulengos com um circo montado no local e parque de diversões.

Além de grandes shows no palco principal, haverá apresentação de mais de 50 grupos musicais e folclóricos do Distrito Federal nas ilhas de forró e na Praça dos Mamulengos. No dia 8 de agosto, às 17h, para abrir a programação de sábado, será realizado um casamento coletivo que consolidará a união de 52 casais. Os noivos terão direito a uma grande festa com todos os custos pagos pelo maior São João do Cerrado 2009.

O projeto do Maior São João do Cerrado é realizado com o apoio do Ministério do Turismo, Governo do Distrito Federal por meio da Secretaria da Cultura, Governo da Paraíba e Governo de Pernambuco.

Lixo eletrônico

Loading...

Área de Preservação Ideológica!!!

Bem vindos a Área de Preservação Ideológica!
http://www.sitecurupira.com.br/