sábado, 14 de julho de 2012

Instalação permite experiências multisensoriais

Inspirada em obra de Machado de Assis, ‘O Espelho’ está aberta a visitação a partir de 14/07

Brasília – Imagine a situação: ao entrar em uma galeria, você se depara com um grande espelho e é surpreendido pela reflexão de tudo que está no local, menos da sua própria imagem. Aos poucos, vozes como se fossem seus pensamentos começam a surgir junto com o seu reflexo.
A integração entre teatro, arte sonora e ilusão é o que permeia o espectador no primeiro momento da instalação ‘O Espelho’, aberta ao público a partir de amanhã (14), no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília.
No próximo momento seu reflexo é sobreposto ao de algum outro personagem, que conversa como se fosse o próprio observador, sugerindo um diálogo interno. O espectador é tido como parte da cena teatral na exposição do artista sonoplasta, Iain Mott, e com curadoria em conjunto da atriz performática, Simone Reis, que interpreta os personagens da ilusão refletida no espelho.
“O espelho é um objeto que usamos para nos ver e para saber como os outros nos vêem. Neste sentido, a voz também pode ser um espelho – algo que ecoa do nosso interior que se revela para o mundo e que, simultaneamente, ouvimos fora de nós como a voz de outra pessoa.”, explica o idealizador da instalação.
Inspiração em Machado de Assis
‘O Espelho’ é inspirada na obra homônima de Machado de Assis, que conta a história de Jacobina em um texto satírico e filosófico com experiências que revelam a existência de duas almas separadas e ao mesmo tempo interdependentes, uma alma interior e uma alma exterior.
Na instalação, objetos e pinturas do artista plástico Nelson Maravalhas estão dispostas nas paredes e ajudam a criar um espaço intimista que representa o quarto de uma personagem do texto machadiano.
“O conto e nosso projeto falam muito sobre a existência de duas almas: uma que olha de dentro para fora e outra que olha de fora para dentro”, conta Mott.
A instalação ‘O Espelho’ tem apoio da Lei de Incentivo à Cultura, Lei Rouanet, e ficará em cartaz no CCBB até 16 de setembro, de terça a domingo, das 9h às 21h, com entrada gratuita. Após esta data, passará pelas cidades de Sobradinho (DF) e Ceilândia (DF).


Fonte: Ministério da Cultura
Texto: Lara Aliano, Ascom/MinC
Fotos: Mila Petrillo

Um comentário:

POR TODA MINHA VIDA disse...

Esta obra de Machado de Assis é adorável e a sua aplicação a este projeto é genial !!! tentarei no inicio de agosto conhecê-la Pedro Pugliese.

Lixo eletrônico

Loading...

Área de Preservação Ideológica!!!

Bem vindos a Área de Preservação Ideológica!
http://www.sitecurupira.com.br/