segunda-feira, 26 de março de 2012

Mário Lago um homem do século XX

A vida e a obra de Mário Lago será contada em exposição realizada pelo Arquivo Histórico Nacional: Lago Eu Sou – Mário Lago um homem do século XX. Na abertura, marcada para o dia 26 de março, das 18 às 22h, Mário Lago Filho, curador, comandará uma roda de samba com a nata de sambistas da cidade.
A exposição será aberta ao público no dia 27 e poderá ser visitada até 24 de maio, de segunda a sexta, das 10h às 18h.
Em Lago Eu Sou, os visitantes encontrarão imagens de Mário Lago superpostas por frases e versos autobiográficos, cartazes, cenas de novelas e peças teatrais, manuscritos, capas de livros e discos, além de imagens da boemia carioca, amigos, família e troféus.
De acordo com a coordenadora geral da exposição, Mariana Marinho, a concepção da mostra foi executada de modo que o público sinta que está sendo guiado pelo próprio artista.
“A sala principal foi concebida como se o próprio artista estivesse recebendo o público em sua casa”, explica Mariana Marinho.
No subsolo, a montagem trará a proposta de um passeio cronológico sobre o desenvolvimento do artista e sua interação com os principais fatos do seu tempo, década a década. Será um registro de sua rica trajetória na história artística e política de nosso país. E quem assina a coordenação de pesquisa é Pedro Paulo Malta (Sassaricando). A direção de arte é de Beto Herriote e a produção de Adriana Schneider.
A exposição faz parte das comemorações em homenagem aos 100 anos de nascimento do ator, compositor e cidadão carioca Mário Lago. O objetivo é mostrar para as diversas gerações como Mário Lago influenciou e se deixou influenciar pela sociedade em que viveu – a qual chamava de “moldura do meu quadro”.
Todo o projeto de homenagem ao centenário tem, principalmente, o objetivo de afirmar a memória de Mário Lago como um patrimônio atemporal.
Lago Eu Sou conta com o patrocínio da Prefeitura e do Governo do Estado do Rio de Janeiro.
Frases de Lago:
“Eu era para me chamar Mario de Pádua Jovita Correia do Lago, mas nasci com mais de meio metro e menos de três quilos. Na hora do registro, meu pai pensou: é muito nome pra esse langanho levar pro resto da vida. Esta arriscado a nem vingar… Bota só Mário Lago. E olhe la!” (AFETIVO)
“Quem quiser cante a sua Lapa
Que eu, cá, vou chorar a minha
Lapa, cachaça zurrapa
Muy decadente rainha.” (BOEMIA)
“Eu era Partido, não era do Partido. Nunca assinei ficha de filiação. Sou marxista comunista autônomo.” (POLÍTICA)

Serviço:

Eu Sou – Mário Lago um homem do século XX
Abertura
26 de março de 2012 – das 18h às 21h
Com roda de samba – Mario Lago Filho e convidados
Exposição
De 27 de março de 2012 a 24 de maio de 2012
segunda a sexta das 10h às 18h
Local:Arquivo Histórico Nacional
Praça da República, 173 – Rio de Janeiro/RJ
Informações: (21) 2179-1228 | 2179-1273

Nenhum comentário:

Lixo eletrônico

Loading...

Área de Preservação Ideológica!!!

Bem vindos a Área de Preservação Ideológica!
http://www.sitecurupira.com.br/