sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Ambientalistas preparam novos protestos contra construção da Usina de Belo Monte

Brasília - Movimentos sociais e organizações ambientalistas preparam uma nova manifestação contra a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA). No próximo sábado (20), eles promovem mobilizações em 15 cidades brasileiras. Na segunda-feira (22), os protestos serão feitos em frente a embaixadas e consulados brasileiros em 20 cidades de 16 países.
O representante do Movimento Brasil pela Vida nas Florestas, Marco Antonio Morgado, diz que, mesmo com o início das obras da usina, autorizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em junho, o projeto não é considerado um fato consumado. “Queremos trazer a discussão de volta para a pauta, que estava sedimentada. Pelas ações que tramitam na Justiça, acreditamos que ainda é possível revogar o projeto e evitar que essa obra vá adiante.”
Ontem (17), o Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA) entrou com mais uma ação na Justiça para contestar o empreendimento. Dessa vez, o MPF pede a paralisação da obra pela violação de direitos de povos indígenas da região, que terão ser removidos de suas áreas tradicionais, o que é vetado pela Constituição.
Em São Paulo, o grupo espera reunir 4 mil pessoas na Avenida Paulista. Em Belém, a expectativa do Comitê Metropolitano Xingu Vivo para Sempre é que 2 mil pessoas participem do protesto, inclusive representantes de comunidades indígenas do Xingu, que serão afetadas direta ou indiretamente pela obra.
Segundo Morgado, as manifestações vão pedir a paralisação de Belo Monte e a rediscussão de grandes projetos desenvolvimentistas. “A população brasileira não foi consultada. Belo Monte vai na contramão de uma perspectiva de sustentabilidade social e ambiental”.
A lista de cidades e a programação podem ser consultadas no endereço http://www.xinguvivo.org.br/acao/.
Fonte: Agência Brasil
Por: Luana Lourenço

Um comentário:

FÊNIX CRUZ disse...

Amigos: aqui no Brasil parece que tudo vai na contramão. Quando a gente vê alegremente o mundo tomando posições melhores, aqui dentro alguém inventa, por exemplo, que tem que terminar Angra 3!!!
O impacto ambiental de Belo Monte não comporta compensações( patrimônio genético "conhecido" e "desconhecido"). Os riscos de Angra 3 - bem, alguém tem alguma ideia de como proceder em caso de evacuação de emergência, nas regiões afetadas?

Um abraço!

Lixo eletrônico

Loading...

Área de Preservação Ideológica!!!

Bem vindos a Área de Preservação Ideológica!
http://www.sitecurupira.com.br/