quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Artista Plástico Rafael de Camargo


Rafael de Camargo (Pedro Rafael de Camargo, Sorocaba, 1982) artista plástico autodidata, trabalho com óleo e acrílica sobre tela, não costumo definir o estilo de minha obra, pois meus quadros são de temáticas, cores e formas variadas, principalmente cenas de fundo místico e imaginário, paisagens urbanas, principalmente noturnas, e auto-retratos, indo até o abstrato, quase sempre tudo com uma inspiração na sub-cultura cultura gótica urbana...























Veja mais no http://www.sitecurupira.com.br/

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

PROJECTO MUZACAZI EM CD

Há sempre uma veia artística no ser humano. Walter Zand diz que sempre sentiu esta inclinação pela arte. Hoje afirma categoricamente que não se arrepende de ter” desviado” o pouco dinheiro que a avô lhe entregou para comprar amendoim (uma parte para torrar e comercializar e outra para temperar a comida do seu neto, o Walter).

Comprei umas bisnagas de acrílico para poder pintar – assim fala Walter sempre que pretende lembrar a sua aventura. Actualmente dividido entre a pintura e a música, algo que “bebeu” na infância escutando os sons melódicos das timbilas do bairro da Unidade-7, a percussão chope, toca o que lhe apetece para agradar a alma…de que o compreender, faz tudo por amor a “camisola”, pensa no amanha das crianças, por isso constrói os instrumentos que executa com material reciclado, RX, latas, plástico, ferro vidro, madeira (matéria prima sua criatividade diária).

Tem como hobby a investigação pela música tradicional Moçambicana e músicas do mundo. Dentre varias as habilidades que Deus lhe deu, Walter cria e executa alguns instrumentos tradicionais, tais como o udu drums, djembe, chigubo, phiany, xivocovoko, xigovia, xitende.

O projecto MUZACAZI (que também necessita do parecer do bloguista) é continuidade da aprendizagem do mestre moçambicano Coca Cola e as influências de nomes como Nana Vasconcelos (brasileiro) e Victor Gama (angolano).

Walter pretende com a música experimental sensibilizar a sociedade sobre o aquecimento global, eis a razão de ter aceite o convite para integrar o projecto MOZ URBS que recicla resíduos sólidos e constrói instrumentos musicais.

Formado em AFRICAN CLASSICAL DRUM (Djembe) sob orientação do conceituado professor Dzewi, em Pretoria numa iniciativa da CIIMDA, o autor do Muzakazi representou Moçambique no festival de Poesia Africana 2007 acompanhando o poeta moçambicano Amarildo Valeriano (Ziziwathu).

As composições de MUZACAZI podem ser escutadas aqui

domingo, 20 de janeiro de 2008

sábado, 19 de janeiro de 2008

Grupo Feminino de Catira "Tradição Goiana"



Temos orgulho de representar C. Ocidental município goiano e entorno de Brasília através de uma dança folclórica um pouco esquecida no mundo moderno que é o catira, amamos o que fazemos e cada vez mais nossa amizade é firmada numa saudade de tempos distantes que mesmo não tendo sido vividos por nós está no nosso sangue enraizado em nossos corações nos trazendo imensa alegria em manter essa tradição.
O Grupo Tradição Goiana, formado por seis componentes surgiu em 26 de abril de 2004, pela necessidade de manter a tradição dessa dança típica da nossa região...





Veja mais no http://www.sitecurupira.com.br/

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008


Artigo publicado no Jornal do Brasil - Autoria de Jean Galard é professor e diretor cultural do Museu do Louvre, em Paris.Participou de um recente seminário sobre artre contemporânea realizado no Museu Vale do Rio Doce, em Vila Velha (ES).



" Nas últimas décadas, os recursos técnicos de que dispõe a humanidade multiplicaram-sede modo acelerado. Paradoxalmente, se aprofundou o sentimento da impotência humana diante do curso dos acontecimentos. É impossível delinear o cenário da arte contemporânea, por vários motivos. O primeiro, o mais banal, é que tudo que é contemporâneo foge das definições panorâmicas, pelo simples motivo de que falta distanciamento para tanto.

O segundo é o que o territòrio da arte contemporânea foi extraordinariamente ampliado, a exemplo das bienais, que se multiplicaram por cem nas duas últimas décadas. E, por fim, o que foi chamado de pós-moderno acabou com as normas que regiam, bem ou mal, a arte moderna.

Não há mais "tendência". Esse é o cenário da arte contemporânea. A impressão que sente quem considere os períodos mais ou menos recentes da atividade artística, e que viaje um pouco(nem que seja apenas pela internet), é de que nunca houve tanta diversidade, nem tanta liberdade de invenção. Alguns observadores competentes não cansam de repetir que a vida artística se "globalizou" como orestante da atividade econômica e que se vê a mesma coisa em todo lugar. Sim, com certeza, mas para quem se limita em olhar nas instituições dominantes as obras que subjugam o mercado.

A arte, ao longo do século XX, produziu obras às quais o antigo conceito de beleza não podia mais ser aplicado. Há muito tempo, a arte renunciou a encantar, a seduzir, a decorar, a agradar. Um dos desdobramentos dessa evolução está na violência com a qual as obras mais memoráveis do nosso tempo vêm jogar na nossa cara o testemunho da violência do mundo. Testemunho inútil, já que nada podemos fazer? Testemunho útil, sim, pois, globalmente nos tornamos menos ignorantes, menos broncos."


quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Ana Salvagni


A cantora Ana Salvagni, seis anos após a gravação de seu primeiro CD (“Ana Salvagni”, independente, produção sua e do violeiro Paulo Freire), lança AVARANDADO, independente e produzido por ela, é fruto de uma intensa pesquisa sobre a música popular brasileira, em seus diversos segmentos e épocas.

Projeto Musicabraille


O projeto Musibraille destina-se a criar condições favoráveis à aprendizagem musical das pessoas com deficiência visual que sejam equivalentes às dos colegas de visão normal. A técnica de Musicografia Braille é uma das principais ferramentas que permitem essa equivalência. Ela foi desenvolvida em 1828 por Louis Braille, que adaptou a técnica para transcrição de textos
anteriormente desenvolvida para....

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Homenagem a Tião Carreiro.


Uberaba/MG homenageou o Mestre da Viola, Tião Carreiro, no dia 09/11/07 dando o seu nome a uma das suas praças. O Jardim Nenê Gomes acolhe o homenageado ali no encontro das vias: AV. 01; Av.02 e Rua 03.
No centro da nova praça será plantada uma árvore com porção de terra vinda do mesmo local onde nasceu o Rei do Pagode, Tião Carreiro.


Depoimento do seu amigo Almir:

" A homenagem que Uberaba presta a Tião Carreiro, antes de um reconhecimento, representa a coerência. Ele tinha muito carinho com Uberaba. Aqui ele cultivava várias amizades. Aqui é uma das referências da música sertaneja raiz. Eu que convivi com José Dias Nunes - Tião Carreiro- fiz muitos trabalhos com ele, posso avaliar o segnificado da homenagem. Tião é um marco insubstituível. Ele transformou um ritmo que conhecíamos como batuqu; harmonizou-o com a viola e criou o inconfundível pagode. Depois do advento Tião Carreiro, tudo ficou mais fácil para a viola. As gerções futuras comprovarção que a passagem do Rei da Viola não foi em vão. Ele era um líder no meio artístico, um grande coração, uma bandeira para todos nós".
Almir Sater

domingo, 6 de janeiro de 2008




O show do cearense Beirão é uma profusão de ritmos nordestinos, alegre e eletrizante, sem perder a tradição da música nordestina.Incrementando com forró, côco, baião, xote, maracatu frevo, xaxado e embolada, com influencia também da música universal...

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008


Criar uma satisfação e segurança psicológica a uma criança é tudo!

Ajuda na escola, ajuda na convivência comunitária, familiar e acima de tudo

ensina a ter qualidade de vida.


Projeto Escola da Família - Escola Municipal Monsenhor Martins - Rio Claro - SP
Fantasias de material reciclado - aulas gratuitas de tinturaria, costura, bordados
maquiagem e cabelo - uma forma de educação para auto-sustentação familiar.


Não vamos destruir aquilo que não podemos consertar!



" VOCÊS NÃO SABEM COMO REPARAR OS BURACOS NA CAMADA DE OZÔNIO.
VOCÊS NÃO SABEM COMO SALVAR OS PEIXES DAS ÁGUAS POLUÍDAS.
VOCÊS NÃO PODEM RESSUSCITAR OS ANIMAIS EXTINTOS E
VOCÊS NÃO PODEM RECUPERAR AS FLORESTAS QUE UM DIA EXISTIRAM ONDE HOJE É DESERTO.
SE VOCÊS NÃO PODEM RECUPERAR NADA DISSO, ENTÃO, POR FAVOR, PAREM DE DESTRUIR. "

APELO DE SEVEM SUZUKI (11 ANOS ) E CRIANÇAS CANADENSES NA ECO 92 (15 ANOS ATRÁS E MAIS AUTAL QUE NUNCA).

Retirado do Blog: Renbrant

Lixo eletrônico

Loading...

Área de Preservação Ideológica!!!

Bem vindos a Área de Preservação Ideológica!
http://www.sitecurupira.com.br/