sexta-feira, 30 de julho de 2010

Sobre a Vírgula

Campanha dos 100 anos da  ABI - Associação Brasileira de Imprensa
Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere..

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.

Pode criar heróis..
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

A vírgula pode condenar ou salvar.
Não tenha clemência!
Não, tenha clemência!

Uma vírgula muda tudo.
ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Projeto Terreirada 2010 valoriza cultura afro-brasileira

O Ponto de Cultura Associação do Culto Afro Itabunense (ACAI) realiza nos dias 22 e 23 de julho o Projeto Terreirada 2010, em Itabuna, marcando o centenário de fundação do município baiano. Durante o evento, acontecerá o Seminário de Cultura e Religiosidade Afro-Brasileira da Região Grapiúna, cuja proposta é de promover um diálogo aberto entre 44 Comunidades Tradicionais, identificadas em Itabuna, a partir de mapeamento promovido pela Associação em 2009.

O evento é gratuito e acontecerá no Itabuna Esporte Clube, na Avenida Beira Rio. No encerramento, haverá ainda homenagem aos ancestrais em louvor a Oxalá, considerado pelas casas de culto afro-brasileiras como orixá padroeiro de Itabuna.
Serviço:
Terreirada 2010

Onde: Associação do Culto Afro Itabunense (ACAI), localizada na Rua Inglaterra, 497, Bairro São Judas Tadeu, Complemento Barracão, Itabuna/BA.

Outras informações: (73) 3612-0175 / (73) 9111-7096 (Luiz Carlos Dantas) / acaipontodecultura@gmail.com

segunda-feira, 19 de julho de 2010

"ALEGRIA DE PALHAÇO"

Espaço Cultural Bagagem
Apresenta:
Com
CIA. EXPRESSÃO DE ARENA
ALEGRIA DE PALHAÇO traz diálogos com piadas satirizadas e educativas sobre a natureza e o desrespeito humano à natureza. Fereco, Funiculi e Fequinha, três palhaços meios engraçados, brincam com a cara do apresentador para irritá-lo e fingem não saberem de nada sobre as coisas. Contudo, eles acabam falando do meio ambiente e da natureza como alerta para o futuro através da arte circense e teatral.


FICHA TÉCNICA
Direção: Ravel Mesquita
Elenco: Jacke Martins, Marcos Dumont, Ravel Mesquita e Rodrigo Cantuário.
Texto: Coletivo

Data: 24 de julho de 2010
Horas: 18hs
Entrada Franca
Classificação indicativa livre

Espaço Cultural Bagagem
Teatro do Bolso
Quadra 40 loja 16 setor central-Gama
Informações: 3556 6605

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Nova experiência marciana

Nasa e Microsoft Research lançam ferramenta on-line que permite a cientistas e ao público em geral explorar interativamente a superfície marciana (reprodução)

 Marte como nunca se viu. A Microsoft Research e a Nasa, a agência espacial norte-americana, lançaram uma nova experiência para os usuários do WorldWide Telescope (WWT), serviço que permite explorar o Sistema Solar virtualmente.

A novidade é o WWT-Mars Experience, que permite fazer passeios interativos por Marte, ouvindo comentários de cientistas e explorando o planeta por meio de imagens de alta resolução.

Trata-se de um resultado do trabalho que vem sendo conduzido desde o inicio de 2009 pela Microsoft Research em parceria com cientistas de diversos países. O objetivo é encontrar formas criativas e eficientes de empregar as imagens obtidas pelas missões da Nasa, disponibilizando-as ao público em geral.

“Quisemos tornar mais fácil para pessoas em todos os lugares, inclusive cientistas, o acesso a essas imagens únicas. Por meio do WWT fomos capazes de construir uma interface para o usuário que permite usufruir desse conteúdo valioso”, disse Dan Fay, diretor de iniciativas para Terra, Energia e Meio Ambiente da Microsoft Research.

O WorldWide Telescope, desenvolvido pela empresa, é uma ferramenta que, uma vez instalada, permite que o computador pessoal funcione como um telescópio virtual, reunindo imagens obtidas por observatórios e telescópios espaciais.

Para criar a nova experiência marciana, o grupo de Fay trabalhou em conjunto com o de Michael Broxton, do Centro de Pesquisa Ames, da Nasa, especializado na aplicação da visão computacional e do processamento de imagens a aplicações em cartografia.

Para Broxton, divulgar ao grande público os resultados dos trabalhos dos cientistas da Nasa é uma parte importante da missão da agência. “A Nasa tem um histórico de oferecer ao público acesso às imagens obtidas por suas missões. Por meio de projetos como o WWT, podemos disponibilizar um acesso mais amplo, de modo que futuras gerações de cientistas possam descobrir o espaço de novas formas”, disse Broxton.

Por meio do WWT-Mars Experience, o usuário pode passear por todo o planeta e, ao encontrar um ponto de interesse, aproximar a imagem até perceber detalhes na superfície marciana. Pode também admirar a altura das crateras ou a profundeza de seus muitos cânions. “É uma experiência que torna possível ao usuário sentir como se estivesse realmente lá”, disse Fay.

Das imagens, um destaque é o conjunto recém-processado pelo experimento HiRise, operado por pesquisadores da Universidade do Arizona e que consiste de uma câmera robotizada de altíssima resolução a bordo da sonda Mars Reconnaissance Orbiter. Cada imagem obtida pelo HiRise tem 1 gigapixel de resolução, ou cerca de 100 vezes mais informações do que uma foto feita por uma câmera digital comum.

Por conta do tamanho, abrir as imagens seria complicado para os usuários, mesmo com uma conexão de banda larga. E são mais de 13 mil imagens já produzidas pelo experimento, o que parece bastante, mas representa uma cobertura de apenas 1% da superfície marciana.

Os pesquisadores trabalharam com as imagens em alta resolução para criar um mapa integrado que permitisse a navegação simples e rápida. O mapa resultante é o de maior resolução já produzido sobre Marte. O que o torna muito útil também a pesquisadores.

Para apresentar e explicar a nova experiência marciana, o site do WWT incluiu passeios interativos conduzidos pelos cientistas Carol Stoker e James Garvin, da Nasa.

Fonte: Agência FAPESP

Exposição Flora Brasiliensis na Serra dos Órgãos

 Uma exposição sobre a Flora Brasiliensis, considerada o mais completo levantamento da diversidade vegetal brasileira, acaba de ser inaugurada no Parque da Serra dos Órgãos, localizado no Estado do Rio de Janeiro.

A mostra, que seguirá até maio de 2011, reúne 28 painéis com reproduções de gravuras do naturalista alemão Carl Friedrich Philipp von Martius (1794-1868) e traz relatos sobre suas viagens pelo Brasil.

Os painéis, pertencentes ao acervo da FAPESP, fazem parte da exposição Flora Brasiliensis On-line, produzida pela Fundação quando da disponibilização da obra de Martius na internet.

A exposição foi apresentada inicialmente em março de 2006 em Curitiba (PR), durante a 8ª Reunião da Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP 8), ocasião em que foi feito o lançamento da obra original na internet, por meio de uma parceria entre FAPESP, Fundação Vitae e Natura Cosméticos.

A Flora Brasiliensis levou mais de meio século para ser concluída e é resultado da dedicação de Von Martius, August Wilhelm Eichler (1838-1887) e Ignatz Urban (1849-1931), entre outros especialistas.

Na obra original estão descritas 22.767 espécies, que representam o conjunto das plantas conhecidas até meados do século 19. Na obra também estão 3.811 ilustrações de plantas, flores, frutos e sementes.

De acordo com Ernesto Bastos Viveiros de Castro, diretor do Parque da Serra dos Órgãos, a exposição é oportuna porque se soma ao acervo do próprio museu.

“Temos um museu que leva o nome de Von Martius e foi inaugurado em 1971, cujo material ainda está disperso. Esse acervo que a FAPESP nos disponibilizou se encaixa perfeitamente com os nossos objetivos, que era o de fazer uma exposição mais ampla sobre sua obra”, disse à Agência FAPESP .

Além dos 28 painéis, o visitante poderá ver no Museu von Martius exemplares da Flora Brasiliensis original, busto e telas sobre o naturalista alemão e sua obra, além de mobiliário da época em que passou pela região.

“A mostra tenta contar a história da expedição de Von Martius pelo Brasil e traz referências sobre sua importância para a ciência, em particular para a área de botânica. A mostra dá mais unidade ao acervo do museu, além de fazer uma homenagem à região serrana do Rio de Janeiro. Um dos painéis de Von Martius destaca justamente a Serra dos Órgãos, uma das regiões que mais o impressionaram”, disse Castro.

Segundo ele, os visitantes poderão ter uma noção sobre a importância do naturalista, a partir de sua história, além de conhecer um pouco do parque criado em 1939. “Desenvolvemos trabalhos especiais de educação ambiental voltados para escolas. Para essa exposição em particular desenvolvemos atividades mais específicas com os monitores”, disse.

A exposição fica aberta ao público todos os dias das 8 às 17 horas. Para visitas em grupo é necessário agendar pela internet. Para entrar no parque, que fica localizado na Rodovia Rio-Teresópolis (BR 116), Km 98, o ingresso custa R$ 10.

Trabalho pioneiro

O trabalho de adaptação da Flora Brasiliensis para a internet foi realizado pelo Centro de Referência em Informação Ambiental (Cria) e pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A digitalização das imagens para o site foi feita pelo Jardim Botânico de Missouri, nos Estados Unidos.

A versão on-line da obra traz os 3,8 mil desenhos, que podem ser consultados pelo nome científico de cada espécie, pelo volume ou pela página da obra impressa. Traz também os textos com as descrições de quase 23 mil espécies.

Apesar de a estimativa atual da diversidade de plantas brasileiras ser de 50 mil espécies, a Flora Brasiliensis é considerada o mais abrangente levantamento da flora do país, sendo utilizada na identificação de plantas e como referência para estudos em botânica do Brasil e de outros países da América do Sul.

Patrocinada pelo imperador da Áustria, Ferdinando I, pelo rei da Baviera, Ludovico I, e pelo imperador do Brasil, Dom Pedro II, a Flora Brasiliensisteve seu primeiro volume publicado em 1840 e o último em 1906, muitos anos após a morte de Martius, em 1868.

Martius percorreu cerca de 10 mil quilômetros por terras brasileiras ao longo de três anos, registrou observações e dados de 20 mil espécies de plantas em quatro dos cinco principais ambientes naturais brasileiros – Cerrado, Caatinga e as florestas Atlântica e Amazônica.

O roteiro da viagem começou nas imediações da Corte do Rio de Janeiro, continuou em São Paulo e Minas Gerais. A expedição cruzou a Bahia, seguindo depois para Pernambuco, Piauí e Maranhão. De navio, rumou para Belém e subiu o Amazonas até o Solimões.
 Fonte: Agência FAPESP

sábado, 10 de julho de 2010

PALHAÇO DAS PERDIDAS ILUSÕES!

ATOR CARLOS VEREZA.
Que melancólico, a degeneração de um caráter... Na convenção que confirmou o nome de Dilma como candidata á presidência da republica, presenciamos patéticas figuras, sorrisos caninos,esgares sonambúlicos... Suplicy (o puro...) o bigode canalha do Mercadante e seus dossiês... crachás em pescoços curvados...nenhum questionamento, a servil aceitação de uma marionete enfiada goela abaixo dos dignos militantes...

Mortos também falam,sorriem,e até tiram fotografias...Cumplices de um rasteiro momento da nossa pobre estória, ausente de indignação, a rapinagem rateada em cargos comissionados,gerações anestesiadas, a convivência pastosa com ditadores, o poder como "ideal", como projeto de uma existência...E até tiram fotografias.

"O homem mau dorme bem", e mais grave:sonham! Imaginam-se mudando a ordem do mundo,
em seu proveito, claro...50 por cento do país sem esgoto,que importa? A divida interna na estratosfera, e daí? 20 milhões de analfabetos... O nióbio, na reserva Raposa do Sol, demarcada pelo sociopata, sem a necessária militarização da fronteira... Para quê?

Os indios "tomam conta...", com seus óculos paraguaios, febre amarela, utilitários importados, a gigantesca fronteira eternamente adormecida e desguarnecida, por onde passam monstruosas quantidades das mais variadas espécies de drogas, que destruirão a curto prazo, mentes e ideais jovens, sinistro parceiro da lavagem cerebral em doses cavalares, "nunca visto antes em toda a história do país!"

Pobre e precário povo, que se une apenas em copas mundiais, em escolas de samba e esperam, ansiosamente, pelas tardes de domingo, pelo resultado da loteria (a falta de outra coisa...)

Estudar, para quê? Futuros lupens, manobrados pela mais covarde e invasiva propaganda "vendendo" um Brasil virtual, desprestigiado internacionalmente, mercê de uma ridícula politica externa, "palhaços das perdidas ilusões..."

Que triste a degeneração do caráter...

Nas veredas do Vereza.

FRASE.

Saem dos campos da Africa do Sul em 2010 os "Bafana Bafana", a "Vuvuzela", e a bola "Jabulani" e entram no Brasil em 2014 os "Afana Afana", a "Roubozela", e a bola "Jabaculê"

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Incêndio em reserva do Ibama em Catalão-GO


Na última sexta-feira (02/07), durante a partida das quartas-de-final da Copa do Mundo entre Brasil x Holanda, logo depois do gol do Brasil, faíscas de fogos de artifícios caíram na área do Ibama, onde se encontra o Escritório Regional de Catalão, provocando um incêndio em Área de Preservação Permanente - APP.

De um total de 17,5 hectares, foram queimados cerca de 6 hectares em torno da Lagoa Paquetá. Local histórico, início do povoamento daquele município. O fogo representa grande perda para a biodiversidade, tendo em vista os animais silvestres que ali habitam, tais como: tamanduá, tatu, cobras e inúmeras espécies de pássaros.
Segundo o chefe daquele escritório do Ibama, Stanley Vaz Santos, o dano ambiental não foi maior pela rápida ação do Corpo de Bombeiros, situado próximo ao local do incêndio, preservando também o patrimônio da união, tanto móvel como imóvel.

Por: Mirza Nóbrega
Fonte: Ascom Ibama/GO

domingo, 4 de julho de 2010

Belém recebe I Fórum de Performance Negra

A Companhia de Dança e Teatro Will Junior, em parceira com a AFAIA - Associação dos Filhos e Amigos Ilê Iyá Omi Axé Ofa Kare, realizarão, em Belém(PA), o I Fórum de Performance Negra. O evento acontece no período de 05 a 09 de Julho, no Instituto de Artes do Pará.

A união das duas entidades surgiu logo após o recebimento do I Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, da Fundação Cultural Palmares, vinculada ao Ministério da Cultura. As duas organizações foram as únicas ganhadoras do Prêmio em toda a Região Norte.

O I Fórum de Performance Negra, em Belém, irá ampliar os debates regionais e mapear o que existe de dança, teatro e música negra nos estados do Norte do país. A proposta principal é fomentar o desenvolvimento da arte baseada nas matrizes africanas. O evento reunirá dançarinos, atores, professores, pesquisadores, figurinistas, coreógrafos, cantores, entre outros artistas, que conduzem a cultura negra no Pará e no Brasil.O fórum deverá reunir cerca 100 artistas de todas as regiões.

Will Junior no evento de premiação do I prêmio
Nacional de Expressões Afrobrasileiras, em Brasília

De acordo com o produtor e coreógrafo Will Junior, um dos diretores e organizadores do evento, "os artistas negros precisam estar mais presentes no espaço público para que ganhem mais força e poder na sociedade, neste sentido, uma das nossas principais metas é fazer com que esse Fórum se torne permanente no calendário cultural da cidade".

Esta primeira edição do Fórum conta com a parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura, Secretaria de Estado de Justiça e Diretos Humanos e Coordenação Estadual de Políticas de Promoção de Igualdade Racial, Fundação Curro Velho e Instituto de Artes do Pará. O evento contará com palestras; oficinas de dança, teatro, canto e percussão; mesas de debates; plenárias e apresentações culturais.

Companhia de Dança e Teatro Will Junior e Grupo Cheiro do Pará
com figurinos do espetáculo Brasil: um país de todos os ritmos

Mais informações:
Fone/fax: (91) 3248-5828 - Celular: (91) 8189-0607 / 9172-9860 / 8302-3495
E-mail: afaia@afaia.com.br/ ofaode@ig.com.br Site: www.afaia.org.br

Serviço:
Inscrição para oficinas
Data - 5/7
Horário - 10 às 16h

Lixo eletrônico

Loading...

Área de Preservação Ideológica!!!

Bem vindos a Área de Preservação Ideológica!
http://www.sitecurupira.com.br/