domingo, 27 de abril de 2008


obs: Este texto acaba de ser traduzido por Marcos Piani, budista, São Paulo, retirado do site oficial www.dalailama.com/news,26-04-2008.

Um Apelo a Todos os Irmãos e irmãs espitituais Chineses

Hoje eu gostaria de fazer uma apelo pessoal a todos os irmãos e irmãs espirituais chineses, tanto dentro quanto fora da República Popular da China, e em especial aos seguidores do Buda. Faço isso como monge budista e como estudante do nosso mais reverenciado mestre, o Buda. Já fiz um apelo à comunidade chinesa em geral. Agora estou apelando a você, meus irmãos e irmãs espirituais, em uma matéria humanitária urgente.

Os povos chineses e tibetanos compartilham da herança espiritual comum no budismo Mahayana. Nós veneramos o Buda da compaixão "Guan Yin" na tradição chinesa e Chenrezig na tradição tibetana e consideramos a compaixão a todos os seres que sofrem como um dos ideais espirituais os mais elevados. Além disso, uma vez que o budismo floresceu em China antes mesmo que chegasse ao Tibete vindo da Índia, sempre vi os budistas chineses com a reverência devida a irmãos e às irmãs espirituais mais velhos.

Como a maioria de você está ciente, em 10 de março este ano iniciou-se uma série de demonstrações em Lhasa e em várias regiões tibetanas. Estas são causadas pelo profundo ressentimento tibetano contra às políticas do governo chinês. Fico profundamente entristecido pela perda de vidas, tanto de chineses quanto de tibetanos, e apelo imediatamente às autoridades chinesas e aos tibetanos para que se contenham. Em especial apelo aos tibetanos para que não recorram à violência.

Infelizmente, as autoridades chinesas tem recorrido a métodos brutais para tratar do desenvolvimento apesar dos apelos à contenção por muitos líderes mundiais, ONGs e de cidadãos notáveis do mundo, particularmente muitos eruditos chineses. No processo, houve perda de vidas, muitos feridos, e detenção de grande número de tibetanos. A repressão ainda continua, especialmente visando as instituições monásticas, que tradicionalmente tem sido o repositório do conhecimento e de tradições budista antigas. Muitos mosteiros foram lacrados. Temos relatos de que muitas pessoas detidas tem sido espancadas e maltratadas. Essas medidas repressivas parecem ser parte de uma política sistemática sancionada oficialmente.

Sem observadores internacionais, jornalistas ou mesmo os turistas autorizados a entrar no Tibete, estou profundamente preocupado sobre o destino dos tibetanos. Muitos daqueles feridos surante a repressão, especialmente nas áreas remotas, tem medo de procurar médicos para tratamento temendo serem presos. De acordo com algumas fontes fidedignas, as pessoas estão fugindo para as montanhas onde não têm acesso a alimentos ou abrigo. Aqueles que ficaram para trás tem vivido em medo constante de serem presos.

Estou profundamente apenado pelo sofrimento que ocorre. Estou muito preocupado sobre aonde esses trágicos desenvolvimentos possam levar. Não acredito que a longo prazo as medidas repressivas possam ser a uma solução. A melhor maneira de prosseguir é a de resolver as questões entre tibetanos e a liderança chinesa através de diálogo, como há muito tempo venho advogando. Assegurei repetidamente à liderança da República Popular da China que não busco a independência. O que procuro é uma autonomia significativa para o povo tibetano que assegure a sobrevivência a longo prazo de nossa cultura budista, de nossa língua e de nossa identidade distinta como povo. A rica cultura budista tibetana é parte da herança cultural mais ampla da República Popular da China e tem o potencial beneficiar nossos irmãos e irmãs chineses.
À luz da atual crise, apelo a todos vocês que ajudem a pedir um fim imediato para a brutal repressão vigente, para a libertação de todos os detidos e para seja fornecida assistência médica imediata a todos os feridos.

O Dalai Lama

Orquídeas no Sitecurupira

















Cattleya amethystoglossa

Curiosidades planta de grande porte, uma de suas característica é espata seca antes da florada.
Veja mais no http://www.sitecurupira.com.br/

domingo, 20 de abril de 2008




Nutricionista Ana Paula Souza

Efeito sanfona

Alimentar-se é um dos maiores prazeres da vida e está relacionado à nossa experiência de vida desde a infância até a vida adulta. Alimentar-se, não é simplesmente, ingerir alimentos, mas estar com a família, com amigos, lembrar da infância, deitar no sofá no seu descanso e abrir a geladeira, selecionar alimentos. Este ato está diretamente relacionado à vida social e ao prazer nas atividades cotidianas. Por isso, quando falamos em restringir alimentos por necessidade de perda de peso, torna-se tão difícil, principalmente pelo medo de abdicar dos prazeres da alimentação. Em função desta dificuldade, alguns procuram métodos rápidos como dietas da moda: dieta dos carboidratos, do abacaxi ou de sopas, na intenção de emagrecer rapidamente como se fosse um sofrimento, querendo fazer rápido para acabar logo, mas infelizmente, não é desta forma que seu organismo entende. Quando o nosso hábito alimentar é feito de forma inadequada, ocorre o famoso efeito sanfona, e como isto ocorre?.... Veja mais no http://www.sitecurupira.com.br/

terça-feira, 15 de abril de 2008

O LIXO ACIMA DAS NOSSAS CABEÇAS


Estamos acostumados a vê lindas fotos do nosso Planeta Azul, fiquei espantada ao ver esta foto. Sabemos muito pouco do lixo que é largado lá por cima, o Sputnik foi o primeiro lançamento que aconteceu 1957, em janeiro de 2008, cerca de 6 mil satélites já foram enviados para a órbita terrestre. Dos quais 800 estariam ativos e 45% estariam localizados a uma distância de até 32 mil quilômetros da superfície terrestre.
Os resíduos espaciais como fragmentos de aeronaves espaciais que se quebraram e explodiram foram abandonados. De acordo com a ESA, aproximadamente 50% dos objetos que podem ser rastreados são derivados das explosões ou colisões na órbita terrestre. Durante a Guerra Fria, a corrida espacial entre os Estados Unidos e a antiga União Soviética para conquistar a Lua na década de 60. Em 1964 foi lançado o primeiro satélite de televisão para a órbita terrestre, com o objetivo de transmitir os Jogos Olímpicos de Tóquio.
Diminuíram os lançamentos russos, mas outros países inauguraram seus programas espaciais. A *ESA indica que o número de objetos na órbita terrestre cresceu de maneira estável desde o primeiro lançamento. Segundo os dados, cerca de 200 novos objetos são lançados todos os anos. Os pesquisadores americanos Donald Kessler e Philip Anz-Meador, que estudam o lixo espacial, afirmaram em 2001 que a possibilidade de que, em vinte anos, já não seja mais possível realizar operações em órbitas mais próximas da Terra.
Tudo isso nos faz crer que o homem não tem cuidado com espaço, que a poluição está acima do nosso conhecimento, só nos resta pedir a Deus que nos livre de tudo que possa vir a cair em nossas proprias cabeças.


quarta-feira, 9 de abril de 2008

segunda-feira, 7 de abril de 2008

MULHER MOCAMBICANA NA LINGUAGEM DOS ARTISTAS

MULALA E CAPULANA assim que se chama a exposição alusiva ao dia 7 de Abril, da mulher moçambicana patente no Espaço Moçambique. O artista, Albino Mahumana justifica o titulo dizendo que Mulala simboliza as raízes moçambicana e a higiene feminina (boca) e Capulana é sinónimo da beleza, contudo adianta que não quer limitar a viagem infinita das pessoas que passarem pelo Espaço Moçambique pois cada observador vai dar o seu título consoante a sua imaginação, nos 50 desenhos em tamanho A3 e A4.

Albino Mahumana esta em Portugal no âmbito do Programa Bolsas Criar Lusofonia gerido pelo Instituto Camões, Centro Nacional de Cultura e com apoio da Fundação Calouste Gulbenkian।

TSENANE FALA DAS SUAS OBRAS

Em Maputo, o ceramista Moçambicano apresenta no dia 8 de Abril a sua exposição individual intitulada Vitimas de Situações, a ter lugar na Associação Moçambicana de Fotografia

Veja uma das fases de preparação da exposição neste vídeo.




quinta-feira, 3 de abril de 2008

Lançamento de seu primeiro CD Amoy Ribas


terça-feira, 1 de abril de 2008

Jongo de Piquete
Anualmenteos grupos de jongo do Brasil fazem em seu encontro apresentaçõescoletivas, oficinas e debates que possibilitam intercâmbios deexperiências visando garantir a continuidade e a sua renovação alem dodesenvolvimento de estratégias coletivas de transformação da qualidadede vida de suas populações através da arte popular.

Oencontro de 2008 acontecerá em Piquete/SP nos dias 25 e 26 de abril coma presença de 18 grupos de jongo (Quilombo São José - Valença, Barra doPirai, Pinheiral, Angra dos Reis, Santo Antonio de Pádua, Miracema,Serrinha, Porciúncula, Quissamã, Campos, Carangola, Guaratinguetá,Campinas e Piquete).

Prometemduas noites de festa, apresentando a dança, o canto e a ricadiversidade desse ritmo, também conhecido como caxambu e reconhecidopelo governo federal como patrimônio imaterial do Brasil.

Oencontro contribui para a preservação e divulgação do jongo,considerado uma das origens do samba, que atravessa séculos dandoprovas de vitalidade e força.

Maiores informações em www.jongodepiquete.multiply.com

Lixo eletrônico

Loading...

Área de Preservação Ideológica!!!

Bem vindos a Área de Preservação Ideológica!
http://www.sitecurupira.com.br/