terça-feira, 25 de setembro de 2007

A Cocada




Grupo de Coco de Roda que resgata as origens deste ritmo tão peculiar de Olinda, a Cocada surgiu no berço cultural do bairro do Amaro Branco em Olinda. A localidade possui muitos coquistas antigos. Os coquistas mais novos,defensores da cultura popular resgatam a tradição de muitos tiradores de coco, como também são conhecidos. Washington Felipe,vocalista e compositor do grupo, é um dos herdeiros deste tradicional costume local que reúne pessoas ao redor de instrumentos percussivos e de vozes para cantar o universo de pessoas simples e que batalham para vencer na vida.

O GRUPO
A Cocada surgiu como grupo em 2000.Inserido no universo cultural de Olinda e herdeiro da tradição do coco de roda do Amaro Branco tem por objetivo divulgar o ritmo com alegria e responsabilidade.
Possui 6 (seis) integrantes que interpretam e tocam simultaneamente variados instrumentos de percussão: pandeiro, djembê, caxixes, agbê, carrum, alfaias 3 (duas) e um cobel.As composições, em grande parte inéditas, falam da vivência de pessoas ligadas ao mar (pescadores e vendedores de peixe), de Recife e de Olinda, da natureza, da família e da espiritualidade de um povo que enfrenta dificuldades, mas que não desiste de lutar para sobreviver com dignidade.









Elenco

Washington Felipe- Voz
Iran Caxinho- Voz e percussão
Beto Moreno- Voz e percussão
Douglas Viana- Voz e percussão
Edílson Mamão- Voz e percussão
Nilson Pandeiro- Voz e percussão



PRODUTORA ARTÍSTICA E CULTURAL:
PATRÍCIA REIS


E-MAIL: patriciareis29@hotmail.com


quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Minha contribuição para este espaço é uma dica para que vai tirar férias e ainda não sabe a onde ir. Pois bem, sugiro Caraíva,uma praia no sul da Bahia,lugar que deveria ser eleito uma das sétimas maravilhas deste Brasil encantador.

Se você realmente seguir essa dica,preste atenção: Caraíva não é lugar qualquer, nem de pouco tempo.Você precisa de pelo menos uma semana para se desligar da cidade e xde tudo que está nela,típo estresse,competição,transito,pessoas chatas e outros itens. Em Caraíva e mar e céu são espetáculos para serem apreciados dia-a-adia ,noite a noite,pois cada um singular,inesquecivel .Quando se chega ás vezes é um choque outras é puro prazer.Lá não tem luz elétrica , as ruas são de areia fofa,não entra carro. A naturea é absolutamente selvagem,sem calçadão e outras urbanidades. Para c hegar à praia tem de se atravessar o rio Caraíva em pequenas embarcações até o outro lado, em determinado lugar o rio e mar se junta ,formando um cenário cinematográfico. Vá lá e confira,eu tive o privilégio de passar 20 dias de puro ócio comtemplativo,tomando água de coco, comemdo peixe,passeano de canoa com os ín dios eoutras cositas mais ,todas muito saudáveis para a mente e para o corpo. Um abraço a todos os colaboradores deste site tão necessário nestes dias tão cheios de falta de preservação,não só ideológica como de outras ordens.o

segunda-feira, 17 de setembro de 2007


Carlos Borges Artista Plástico e Arquiteto
Conjunto escultórico “ENTRE –VISTAS “
Trabalho desenvolvido a partir de concurso para escolha de obra de arte para compor o jardim de entrada do Conjunto Residencial edificado pela Cooperativa dos Jornalistas em águas Claras Distrito Federal.
Execução 2005
Técnica Concreto
Dimensões – Quatro totens com 45x45 cm de secção e 2, 20 m de altura cada peça
Descrição e conceituação da peça
Ao analisar o tema proposto pelo concurso ( Tema ligado às comunicações ), pensei em propor uma discussão metafórica e figurativa dos dilemas do homem contemporâneo e suas cisões internas, falando então da incompletude eterna do ser humano. Daí os rostos terem feições greco-romanas, numa proposta atemporal.
Cada meio rosto seria disposto em uma coluna e lançaria o olhar em uma direção oposta ao outro.
As peças foram feitas inicialmente em argila, moldadas em fiberglass e reproduzidas a seguir em concreto posteriormente pintadas de branco.























































terça-feira, 11 de setembro de 2007

João Tomé o homem dos sete instrumentos

O homem dos “ Sete Instrumentos”A expressão “homem de sete instrumentos” nos a empregamos, amiúda no trato comunitário como..Acesse http://www.sitecurupira.com.br/








Sequencia 04 / Pintura arqueologia (Vídeo / Lívia Marques Borges ) trilha : Passage - Philip Glass...

As camadas de matéria pictórica, alternam uma mistura de ceras, pigmentos, asfalto frio, folhas de ouro e envolvem técnicas de gravação que sempre me instigaram no processo de trabalho com os sulcos rasgados nas chapas das gravuras em metal. Executar essa pintura buscando a união de todas essas técnicas, tem sido o desafio.

domingo, 9 de setembro de 2007



Sequencia 03 ( Foto / Carlos Borges )
...continuação das imagens que surgem debaixo de camadas de cera...figuras e desenhos abandonados num outro tempo são retomados agora.... Outra vez a arma medieval...


Pintura Arqueologia / Sequencia 02 ( Vídeo Lívia Marques Borges )

...Na continuação do trabalho onde as sucessivas camadas são raspadas do suporte, a imagem começa a se insinuar. O intervalo de tempo passa a ser matéria importante nessa pintura quando aplico camadas de novas matérias e em seguida executo a raspagem. O que era absolutamente novo, passa a ser passado e assim sucessivamente, camada sobre camada.

video

Lixo eletrônico

Loading...

Área de Preservação Ideológica!!!

Bem vindos a Área de Preservação Ideológica!
http://www.sitecurupira.com.br/